blog

“Aqui cada cliente é único e exclusivo.”


Como fazer o teste de velocidade de internet corretamente

Milhões de brasileiros têm problemas com os serviços de internet e muitos recorrem aos testes de velocidade de Internet para saber se estão sendo lesados por suas operadoras. Mas será que você está fazendo o teste de maneira correta?

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) é um órgão governamental responsável pela regulamentação e fiscalização dos serviços de telecomunicações no Brasil e estabeleceu, por meio da Resolução 574/2011 (Regulamento de Gestão da Qualidade do Serviço de Comunicação Multimídia), metas de qualidade para a internet de banda larga fixa.

Os testes de velocidade geralmente verificam critérios como a velocidade de download e upload, ou seja, a rapidez com que seus dados são enviados e recebidos pela internet.

Você sabia que ao fazer download e upload os dados trafegam por meio de pacotes?

Em vez de trafegar em grandes blocos, os dados são enviados e recebidos em partes menores. Caso a rede de sua prestadora de serviços esteja sobrecarregada e/ou com problemas de infraestrutura, a qualidade de sua conexão fica prejudicada. Com isso, esses pacotes podem sofrer atrasos ao chegar ou se perder. O tráfego dos pacotes é medido pelos parâmetros de latência e jitter.

O que é latência?

A latência mede o tempo necessário para uma mensagem ir a um destino e voltar.

Também é conhecida por Ping e RTT (Round Trip Time). A latência aumenta de acordo com a distância e a qualidade do caminho que precisa ser percorrido. Ela também pode ser influenciada caso a infraestrutura da operadora esteja congestionada. Em outras palavras, latência pode ser definida como o atraso na transmissão de ida e volta de um pacote entre o usuário e o servidor de internet.

O que é jitter?

O jitter aponta a variação do atraso de ida e volta de um pacote entre o usuário e o servidor de internet (variação da latência). O fato de ocorrer esta alteração na chegada dos pacotes, indica que eles estão tomando caminhos diferentes ou congestionados. Isto pode ser o indício de que a rede está sobrecarregada.

Alguns cuidados na hora de realizar o teste de velocidade:

– Enquanto o teste estiver sendo executado, você não deve usar o computador para outras funções, especialmente aplicações que usam acesso à Internet, podendo ocorrer interferência no resultado;

É muito importante que a franquia de seu plano não tenha sido esgotada. Do contrário, as medições não terão resultado satisfatório;

– Outros aparelhos usando a conexão à internet simultaneamente na mesma residência também poderá influenciar no resultado;

– Evitar conexões por rede sem fio, pois este fator influência diretamente no resultado. O computador deverá estar conectado a um cabo de rede;

– O teste pode variar conforme o dia e horário, portanto, o usuário deverá executar o teste por várias vezes em dias e horários diferentes, verificando a média dos resultados;

– A medição mais simples que os usuários receberão é a velocidade de dowload de sua conexão de banda larga. Este resultado, ou a média dos históricos dos resultados medidos em ocasiões diferentes, pode ser facilmente comparado com a velocidade de download contratada;

– Nem todos os programas baixados são confiáveis, portanto, utilizar um que seja bem aceito no mercado.

Voltar